Boletim de desempenho recebe 3,2 milhões de acessos até as 18h desta quarta (15)

15-01-2015

Com as notas do Exame, participante pode se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de 19 a 22 de janeiro

 

O sistema de consulta ao boletim de desempenho individual do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 foi consultado por 3.217.334 pessoas até as 18h de quarta-feira (14).
 
Já o número de acessos ao portal chegou a 4.349.957. Muitos candidatos entram no sistema mais de uma vez para conferir as notas.
 
Para ter acesso ao resultado, basta informar o ano de realização da prova, o número do CPF e a senha.
 
Em caso de esquecimento da senha, o participante deve clicar em “recuperar senha” e informar o número do CPF e o ano (2014) para receber a nova senha por e-mail ou celular cadastrado.
 
É preciso estar atento ainda para realizar o procedimento uma única vez e aguardar a confirmação. Em razão do grande número de acessos, muitas vezes, o e-mail com a nova senha demora um pouco a chegar.
 
Se o candidato repete o processo, o sistema gera nova senha a cada vez e ele não consegue ter a senha atualizada.
 
Com as notas do Enem, o participante pode se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), de 19 a 22 de janeiro. Ao todo, serão ofertadas 205.514 vagas, em 5.631 cursos de 128 instituições públicas de educação superior.
 
Acesse o boletim individual.
 
Sisu
 
Os estudantes também já podem consultar as vagas da primeira edição de 2015 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Serão ofertadas 205.514 vagas, em 5.631 cursos de 128 instituições públicas de educação superior. As inscrições serão abertas no dia 19 próximo. O prazo vai até às 23h59 do dia 22.
 
A inscrição estará restrita ao estudante que tenha participado da edição de 2014 do Enem.
 
A reserva de vagas, cotas, conforme a Lei de Cotas (Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012) é implementada gradualmente (12,5% a cada ano, desde 2013), até alcançar o percentual de 50% em 2016.
 
Este ano, o percentual mínimo a ser reservado pelas instituições para os estudantes de escola pública é de 37,5%. No entanto, do total de 99 instituições federais participantes do sistema (59 universidades e 40 instituições de educação profissional), 68 já reservam 50% ou mais para egressos de escolas públicas.
 
Saiba mais sobre as inscrições no Sisu.
 
Enem
 
O Exame Nacional do Ensino Médio foi criado em 1998 com o objetivo de avaliar o desempenho do estudante ao fim da educação básica, buscando contribuir para a melhoria da qualidade desse nível de escolaridade.
 
A partir de 2009 passou a ser utilizado também como mecanismo de seleção para o ingresso no ensino superior. Foram implementadas mudanças no Exame que contribuem para a democratização das oportunidades de acesso às vagas oferecidas por Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes), para a mobilidade acadêmica e para induzir a reestruturação dos currículos do ensino médio.
 
Respeitando a autonomia das universidades, a utilização dos resultados do Enem para acesso ao ensino superior pode ocorrer como fase única de seleção ou combinado com seus processos seletivos próprios.
 
Acesso a programas
 
O Enem também é utilizado para o acesso a programas oferecidos pelo Governo Federal, tais como o Programa Universidade para Todos (ProUni), também para o estudante certificar o ensino médio, obter empréstimo peloFundo de Financiamento Estudantil (Fies), além de participar do programa de intercâmbio Ciência sem Fronteiras.

 

Fonte: Portal Brasil

Compartilhe

Faça um comentário

Livros relacionados

Posts relacionados