Conheça a história do vestibular no Brasil

27-01-2015
Conheça a história do vestibular no Brasil

A história do vestibular começa em 1911. Até esse ano, as vagas para os cursos superiores eram maiores que o número de candidatos. Os estudantes que ingressavam no meio acadêmico pertenciam exclusivamente a colégios tradicionais, que eram capazes de oferecer aos seus alunos os conhecimentos que seriam exigidos no ensino superior em áreas como matemática, ciência, física, língua portuguesa, francês, latim, entre outras.

 

 

A partir de então, o número de candidatos cresceu, ultrapassando o de vagas disponíveis, sendo preciso a aplicação do exame vestibular para definir quem estaria mais apto a ingressar na universidade. A palavra vestibular vem do latim (vestibulum) e significa entrada.

 

 

Os primeiros vestibulares exigiam do aluno conhecimentos que ele aprendera na escola, mas também assuntos já exclusivos do curso superior. Se as questões dissertativas são o assombro para os vestibulandos de hoje, antigamente eles tinham ainda que desenvolver respostas orais.

 

 

Até os anos 60, os vestibulares em todo o Brasil eram realizados num mesmo dia e concorrer à vaga em mais de uma instituição de ensino não era possível. A história do vestibular moderno começa nos anos 70, quando passa a haver a possibilidade de concorrer a várias instituições. Foi aí que começaram também os vestibulares integrados, que permitiam concorrer a vários cursos realizando apenas uma prova.

 

 

Em mais de 100 anos de história do vestibular, mesmo com a unificação de muitas provas (casos de Enem e Fuvest), nunca se teve tantos exames como hoje em dia. Os motivos são o aumento no número de pessoas formadas no Ensino Médio e aptas a prestar a prova, o crescimento no número de universidades, o financiamento estudantil para cursos pagos, cotas e a necessidade de aprimoramento profissional nos postos de trabalho modernos.

Compartilhe

Faça um comentário

Livros relacionados

Posts relacionados