Em 2014, Procons de todo País realizaram mais de 2,4 mi atendimentos

09-02-2015

Deste montante, 62,7% foram reclamações e denúncias, outros 37,3% são consultas e orientações prestadas

 

Em 2014, os Procons realizaram 2.490.769 atendimentos de reclamações de consumidores de todo País.
 
Deste montante, 62,7% foram reclamações e denúncias, os outros 37,3% são consultas e orientações prestadas.
 
Apresentado nesta segunda-feira (9), pela Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça, os dados integram o Boletim Sindec 2014 e reúnem informações sobre as demandas dos consumidores apresentadas aos Procons integrados ao Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec).
 
O Boletim apresenta, dentre outras informações, uma breve análise sobre os assuntos mais demandados em âmbito nacional e estadual e o ranking com as empresas mais demandas em cada estado.
 
Nessa edição também é possível verificar a comparação entre o volume de atendimento e o respectivo índice de solução entre empresas de um mesmo setor econômico.
 
“Os dados de resolutividade demonstram o quanto os Procons tem uma atuação estratégica para solução de conflitos de consumo evitando assim que as demandas cheguem ao Poder Judiciário.
 
Por isso é muito importante reconhece-los como um espaço de cidadania e de acesso justiça”, ressalta a secretária Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça, Juliana Pereira.
 
O Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor é o sistema informatizado que integra o atendimento realizado por Procons de 26 estados, do Distrito Federal e de 336 cidades.
 
Como vários destes Procons contam com mais de uma unidade, o Sistema abrange 641 unidades espalhadas por 440 cidades brasileiras.
 
Clique aqui para saber acessar o Boletim Sindec 2014.
 
Clique aqui para saber mais sobre o Sindec.
 
Já na plataforma consumidor.gov.br foram registrados 50 mil atendimentos. Atualmente a plataforma conta com 52 mil usuários cadastrados e 228 empresas credenciadas.
 
consumidor.gov.br é um serviço público para solução alternativa de conflitos de consumo na internet, monitorado pelos órgãos de defesa do consumidor e pela Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça.
 
Clique aqui para conhecer os Indicadores do Consumidor.gov.br.
 
Clique aqui para conhecer a lista de empresas participantes.
 
Transparência
 
Os dados utilizados na elaboração do Boletim Sindec estão disponibilizados em formato aberto também no Portal Brasileiro de Dados Abertos.
 
São “dados abertos” aqueles que estão livremente disponíveis para o uso e reuso por qualquer interessado, sem restrição de licenças, patentes ou mecanismos de controle.

 

Fonte: Portal Brasil

Compartilhe

Faça um comentário

Livros relacionados

Posts relacionados