A importância das brincadeiras para educação infantil

30-12-2014
A importância das brincadeiras para educação infantil

Cursos de música, idioma, dança e esporte podem ser úteis para as crianças na fase em que estão passando pela educação infantil. Visitas a exposições e incentivo à leitura são muito importantes. Porém, nada disso deve estar à frente da brincadeira e do jogo, atividades prioritárias no desenvolvimento intelectual e emocional das crianças.

 

As brincadeiras para educação infantil, ou seja, aquelas voltadas às crianças de até 6 anos, devem permitir que elas aprendam e se desenvolvam de maneira lúdica e sem que percebam. Os adultos podem achar estranho as crianças passarem horas e horas se dedicando a uma mesma brincadeira, mas é na repetição que elas aprendem efetivamente.

 

Os professores que procuram brincadeiras para educação infantil podem se basear naquelas que reproduzem a vida real e que as crianças tanto gostam. As meninas costumam brincar de bonecas e simular a maternidade, devido ao exemplo que têm da própria mãe. Assim, as crianças criam suas simulações da vida em suas brincadeiras cotidianas. Incentivar essas atividades de representação em aula é muito mais eficiente que dar a elas algo que não as instiguem a aprender.

 

Brincadeiras para educação infantil devem levar aprendizado e alegria para os pequenos e fazer com que entendam aspectos do cotidiano da maneira que melhor entendem, por meio da representação. As crianças, ao brincarem de casinha, vão se colocar no papel de mãe ou pai, simular a rotina deles e entender por que não podem passar o tempo todo com eles e as atribuições que os mantêm fora de casa.

 

Essa fase de criar representações começa já no segundo ano de vida. Não por acaso as crianças continuam a simular o mamar mesmo depois de serem desmamadas. Elas passam a representar o costume satisfatório que tinham na hora da alimentação. Estão sempre jogando com a realidade quando fazem suas simulações.

 

É importante que os professores saibam que as brincadeiras para educação infantil devem envolver também o relacionamento interpessoal entre as crianças. Se num primeiro momento os pequenos estão pegando gosto por “brincar de”, no segundo momento eles procuram o “brincar com”, ou seja, precisam se relacionar em suas atividades.

 

As atividades devem levar em conta a necessidade que as crianças têm de aprender e representar ao mesmo tempo, sendo as duas coisas indissociáveis, e que o fato de brincar em turma passa a ser tão importante quanto brincar simplesmente.

Compartilhe

Faça um comentário

Livros relacionados

Posts relacionados