MDS e Banco Mundial lançam iniciativa de aprendizagem

20-03-2014

Plataforma com informações sobre superação da pobreza é lançada nesta sexta (21), para disseminar experiência brasileira

 

As experiências e boas práticas em programas sociais brasileiros serão disseminadas para os demais países a partir da Iniciativa Brasileira de Aprendizagem por um Mundo Sem Pobreza – World Without Poverty (WWP). A plataforma de informações será lançada nesta sexta-feira (21), no Rio de Janeiro, pelo Banco Mundial, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo do PNUD e Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

 

O WWP abrange as áreas das políticas de desenvolvimento social e combate à fome – transferência de renda, assistência social, segurança alimentar e nutricional e inclusão produtiva -, considerando a sinergia com outras políticas sociais, em especial na educação, saúde, trabalho, desenvolvimento agrário e previdência.

 

O projeto faz parte de um esforço global do Banco Mundial, para produção de conhecimento sistemático e compartilhamento de experiências bem sucedidas que possam ser replicadas em outros países. Além da experiência brasileira de superação da extrema pobreza, a instituição já assinou acordos semelhantes com a China, para tratar das políticas de transporte urbano, e com a África do Sul, sobre a implementação de políticas educacionais.

 

Como funciona

 

A partir da experiência brasileira, o WWP irá elaborar documentos e produzir material multimídia sobre o desenho, a implantação e os instrumentos de gestão de diversos programas e ferramentas sociais.

 

Será disponibilizado um repositório de material técnico com a documentação e trabalhos de cunho mais analítico e avaliativo sobre programas elaborados pelo Banco Mundial, Ipea, IPC e outras instituições. Também serão produzidas publicações específicas, que contribuam para difusão das experiências nacionais nas áreas concernentes ao projeto, bem como organizadas reuniões técnicas presenciais e por videoconferência e desenvolvidas oficinas e ofertados cursos à distância sobre os programas brasileiros.

 

Histórico

 

O acordo para o desenvolvimento da plataforma WWP com a experiência brasileira foi firmado em 5 de março de 2013, em Brasília, pelo presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, pela ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, pelo presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcelo Neri, e pelo coordenador residente do Sistema ONU no Brasil e diretor do Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (IPC/Pnud), Jorge Chediek.

 

À época, o presidente do Banco Mundial destacou a importância do Brasil no cenário internacional. “Este acordo assinado hoje reconhece o Brasil como um líder global na redução da pobreza e da desigualdade. Os avanços apresentados ao longo da última década foram notáveis e o mundo pode obter um grande aprendizado com a experiência brasileira”, afirmou Jim Yong Kim.

 

Já o diretor do IPC/Pnud, Jorge Chediek, ressaltou que o país implantou um modelo de desenvolvimento exemplar em nível mundial. “O Brasil desenhou uma política social que não é separada da política econômica ou da política geral do país. Ao contrário, essa política social é central ao projeto do País.”

 

Ele explicou que o objetivo do WWP é ser “um instrumento para que milhões de pessoas, em algum lugar do mundo, em algum canto do nosso planeta – considerando a globalidade das instituições que estão participando – melhorem suas condições de vida aplicando os ideais do Brasil e as tecnologias sociais do Brasil.”

 

Fonte: Portal Brasil

Compartilhe

Faça um comentário

Livros relacionados

Posts relacionados