MEC cria sistema para explicar cálculo da nota do Enem

26-11-2013

Por meio do sistema online, estudante tem acesso à descrição dos itens e sabe quais competências precisa melhorar

 

Com o objetivo de facilitar o entendimento dos estudantes e sociedade quanto à metodologia de cálculo das proficiências no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) criou o mapa de itens do exame. A iniciativa foi lançada pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, nesta segunda-feira (25) em coletiva de imprensa, na sede do Ministério da Educação, em Brasília.

 

Por meio do sistema online, os interessados poderão acessar itens das provas, explicações sobre o cálculo da nota e entender como ocorre a variação da complexidade dos itens ao longo da chamada escala de proficiência. “O estudante terá acesso à descrição dos itens e saberá quais competências precisa melhorar”, destacou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

 

Além disso, os participantes do teste podem visualizar as habilidades que provavelmente já desenvolveram. O mapa de itens associa cada questão a um ponto da escala de proficiência, que varia de 0 a 1000 pontos.

 

Assim, o estudante poderá verificar o grau de dificuldade em que um determinado item se encontra. Os participantes com proficiência acima dessa posição possuem maior probabilidade de respondê-lo corretamente. Aqueles com desempenho abaixo dessa posição têm menor probabilidade de respondê-lo corretamente.

 

Os itens exibidos no mapa foram selecionados por uma comissão de especialistas, de acordo com critérios pedagógicos, para melhor representar o conjunto de habilidades e competências avaliados no exame. “Este sistema permite uma visão pedagógica aos estudantes quanto às competências e habilidades que já adquiriram”, explicou o presidente do Inep, Luiz Cláudio Costa.

 

Escolas

 

 Durante a coletiva também foi anunciado que a partir desta segunda-feira, 25, estará disponível no portal do Inep, para consulta online, o sistema de notas do Enem por Escola 2012. “Por meio deste sistema, a escola terá uma análise das notas para realizar intervenções. O nosso objetivo é pedagógico”, ressaltou o ministro.

 

Proficiência

 

Desde 2009, a proficiência dos participantes do Enem é estimada por meio da Teoria de Resposta ao Item (TRI). Além de estimar as dificuldades dos itens e as proficiências dos participantes, essa metodologia permite que os itens de diferentes edições do exame sejam posicionados em uma mesma escala. Cada uma das quatro áreas do conhecimento avaliadas no Enem possui uma escala própria.

 

Enem

 

Criado em 1998, o exame é uma das principais portas de entrada em ações e programas do governo federal para acesso ao ensino superior, como o Programa Universidade para Todos (ProUni), o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Na edição de 2013 do Enem participaram mais de 5 milhões de pessoas, quantitativo 20% superior ao de 2012.

 

Fonte: Portal Brasil

Compartilhe

Faça um comentário

Livros relacionados

Posts relacionados