A Origem da Escrita

25-09-2013
escrita

Sem a escrita não conheceríamos a história da humanidade, pois, afinal, não teríamos os registros dos acontecimentos; ou seja, nada saberíamos. Mesmo antes do alfabeto que conhecemos hoje existir, o ser humano já procurava uma maneira de registrar suas histórias e também de se comunicar.

 

Tudo isso surge ainda no período pré-histórico, com as primeiras tentativas de escrita representadas de maneira muito mais simples e rudimentar do que  atualmente. Pode-se afirmar, ainda, que os primeiros registros foram as pinturas rupestres, que, na verdade, tratam-se de símbolos desenhados nas paredes para reproduzir alguma ideia.

 

O registro mais antigo de escrita foi encontrado na cidade de Uruk, no sul do que é, atualmente, o Iraque. Ainda era um sistema simples, mas com o passar do tempo, os símbolos passaram a representar sons e deram origem às letras que conhecemos nos dias de hoje.

 

Foi-se percebendo também que alguns sons eram parecidos, mesmo representando conceitos diferentes. Foi, então, necessário algo que as diferenciasse – assim nasceram as sílabas e os primeiros alfabetos.

 

Na Antiguidade, muitas civilizações criaram seus próprios sistemas de escrita, como os hieróglifos egípcios e o alfabeto greco-romano, que instituiu as vogais e muito contribuiu para a linguagem contemporânea.

 

Nos dias atuais, nós não conseguimos imaginar a vida sem a escrita, pois é ela que move a comunicação no mundo, nos permite registrar todos os acontecimentos e é como nos expressamos. Através dela, as próximas gerações poderão conhecer nossos erros e acertos e, assim, poder construir um mundo melhor.

Compartilhe

Faça um comentário

Livros relacionados

Posts relacionados