Regras para ProUni 2014 são definidas em portaria

07-01-2014

Inscrições para processo seletivo do Programa Universidade para Todos vão de 13 a 17 de janeiro e devem ser feitas pela internet

 

Foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (7) a portaria que regulamenta o processo seletivo do Programa Universidade para Todos (Prouni), referente ao primeiro semestre de 2014. O texto traz informações sobre os requisitos para as inscrições, a pré seleção e a comprovação de informações dos estudantes classificados.

 

Neste ano, a inscrição para participação no processo seletivo do ProUni será efetuada exclusivamente por meio eletrônico, no site do programa e o prazo para se inscrever é de 13 a 17 de janeiro. Para efetuar a inscrição, o aluno deverá informar seu número de inscrição e senha cadastrada no Exame Nacional do Ensino Médio do ano passado (Enem).

 

O processo seletivo será constituído de duas chamadas dos estudantes pré-selecionados. A primeira será divulgada no dia 20 de janeiro, no site do ProUni, e a segunda, no dia 3 de fevereiro.

 

Segundo a publicação, um dos requisitos para que o aluno concorra à bolsa do ProUni é que ele tenha cursado o ensino médio completo em escolas da rede pública ou que tenha cursado o ensino médio em instituição privada, na condição de bolsista integral.

 

Também podem se inscrever para o programa alunos com renda per capta de no máximo 1,5 salário mínimo, para bolsa integral, ou de no máximo 3 salários mínimos para bolsa parcial de 50%.

 

Os interessados também devem, obrigatoriamente, ter participado do Enem 2013 e ter obtido mais de 450 pontos na média geral das 5 provas e não ter nota zero na redação.

 

Professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, também podem tentar a bolsa, porém deverão concorrer a vagas em cursos de Licenciatura.

 

ProUni

 

O ProUni foi criado pelo governo federal no ano de 2004. Gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC), até o último processo seletivo mais de 1,2 milhões de estudantes já haviam sido contemplados pelo programa, sendo 69% com bolsas integrais. Destinado a pessoas de baixa renda, ele ainda permite que os alunos com bolsas parciais recorram ao auxílio da outra metade junto do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

 

Fonte: Portal Brasil

Compartilhe

Faça um comentário

Livros relacionados

Posts relacionados